segunda-feira, 16 de maio de 2011

Assombro.

O amor assusta porque ao nascer já anuncia: posso acabar. Pior: o amor do outro pode acabar. Ou nada disso: pode a vida e o dia e as horas serem mais fortes que qualquer impulso, e o que era um-mais-um torna-se um a um. E o que resta é cada um levando como pode o que pulsa em si.

O amor é ter a perder.

Ou não ter nada. É tudo e todo o medo e todos os perigos. Ou nada e paz. Ou nada.

O amor que nasce é assustadoramente amor. O amor que segue sozinho é assustadoramente só. Não há meio-termo porque o que o amor quer é coragem, o amor quer entrega, o amor sempre quer. Nem sempre é harmonia, nem sempre delicadeza. Mas sempre amor. Até não mais. E isso demora.

É maior que nós, o amor. Faz sombra e assusta. Até que se veja dele o seu verdadeiro tamanho. A sombra do amor assusta. Até que se entenda que ela é sombra e só.

O amor nos pede a escolha: ser do tamanho do medo ou da coragem.


19 comentários:

  1. "...coloque um silêncio bem alto no aparelho de som e comece a escrever bem baixinho..."

    Sinta-se abraçada, Cris

    ResponderEliminar
  2. o amor fica. sempre. dentro de quem foi, ou dentro de quem ficou. e ele nos dá sempre a sensação de paz. de saudade boa. o amor não cria expectativas, pois ele é pleno. absoluto. beijo querida cris.

    ResponderEliminar
  3. Amor e seus mistérios... e os mistérios de todos os outros sentimentos também... adorei! :)

    ResponderEliminar
  4. " O correr da vida embrulha tudo.
    A vida é assim: esquenta e esfria,
    aperta e daí afrouxa,
    sossega e depois desinquieta.
    O que ela quer da gente é coragem."
    (J. G. Rosa)

    um abraço apertado, pra dar mais coragem.

    ResponderEliminar
  5. Amor é troço doido. Sem ele não somos amados. Com ele amamos e sofremos. Troço doido, mas que faz um bem pra vida, ah isto faz.
    E engraçado que não escolhemos amar ou deixar de amar. Este troço tem vida própria. Eita belezura é vivier amando e sendo amado. Sofrer. Sofrer faz parte...

    ResponderEliminar
  6. Simplesmente lindo.
    "O amor assusta porque ao nascer já anuncia: posso acabar"

    ResponderEliminar
  7. o mais assustador no amor é essa não obrigação de eternidade.
    no fundo, a gente sabe que a vida continua de qualquer maneira. é assim que funciona.

    beijo, cris.

    ResponderEliminar
  8. A possibilidade do fim é começo de medo. Só nos resta mesmo a coragem e o discernimento de ver as coisas como elas são, do seu tamanho.
    Lindo post, Cris. (Pra variar.)
    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  9. teu post lembrou-me de um troço que escrevi faz uma pá de tempo, tudo a ver:



    MATEMÁTICA FAMILIAR

    Um mais zero é igual a zero.
    Um mais um é igual a três,
    E três é igual a 1;
    E este 1 tende a infinito
    Se as leis das probabilidades
    Consentirem.
    Mas se dos 3 subtrair-se 1
    O resultado é zero;
    E, passado algum tempo,
    Talvez longo, mas insignificante,
    Este zero será novamente 1...
    No infinito sublime.

    Morro Santa Teresa, 13 de novembro de 1998
    Rio de Janeiro
    Marcos Satoru Kawanami


    .

    ResponderEliminar
  10. nas minhas buscas encontro palavras que sinto que eu devia e gostaria de tê-las escrito porque traduzem meus sentimentos. esse texto me causou imensa emoção e me provocou uma reflexao diante da descoberta deste sentimento. Estou vivendo a descoberta de um novo amor. ISto é delicioso mas com ele enfrentando esses medos da sombra e alimentando a coragem.

    ResponderEliminar
  11. vc escreve tão lindo que me assusta...
    nunca vi igual !

    ResponderEliminar
  12. Oi..gostei do seu blog!
    Te convido a visitar o Mundo dos Eus!
    wwww.omundodoseus.blogspot.com
    Bjos e bom final de semana
    Roberta

    ResponderEliminar
  13. Ma-ra-vi-lho-so...

    Esse negócio do amor do outro acabar (ou o nosso) incomoda né?

    ResponderEliminar
  14. muito muito bom. verdadeiro. sentimento exposto na fratura. alilás, gostei de tudo. parabéns!

    ResponderEliminar
  15. Você traz palavras inspiradoras.. ;D linda!

    ResponderEliminar
  16. o amor é um assombro maravilhosoooooooooooo

    www.musicpris.blogspot.com

    ResponderEliminar